Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
CNBB | Nacional
 
08.Ago - Semana da Família: Igreja no Brasil celebra a vocação familiar
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Semana da Família: Igreja no Brasil celebra a vocação familiar

“Eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Josué 24, 15). Este é o tema proposto pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para a Semana Nacional da Família - vivenciada a partir deste domingo, 9, até 15 de agosto, dentro do Mês Vocacional, celebrado em agosto. Tradicionalmente, a segunda semana do mês é dedicada para a reflexão sobre a vocação familiar e, desde 1992, mobiliza grupos e comunidades com momentos de oração, formação e reflexão. 


Hora da Família
Ainda, buscando animar e motivar a Semana, a Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), organismo vinculado à Comissão Vida e Família da CNBB, elaborou o subsídio “Hora da Família”, que começou a ser editado desde a vinda de São João Paulo II ao Brasil, em 1994. Neste ano de 2020, o material ganhou duas versões, uma com encontros mensais e outra especialmente preparada para a Semana Nacional da Família, agora chamada “Hora da Família Especial”. O subsídio possui roteiro para os sete dias da semana com atividades que envolvem toda a família, sugestões de oração e de cantos. O material está disponível na versão impressa e também no aplicativo Estante Pastoral Familiar, numa versão digital.

 

Igreja doméstica, Igreja das casas
Representando a Arquidiocese de Passo Fundo na Pastoral Familiar do Regional Sul 3 da CNBB, o padre Paulo Rodrigues do Santos, OSFS - que atua no Bairro Santa Marta, em Passo Fundo - destaca que este é um tempo favorável para renovar o valor da família e tornar as casas espaços de evangelização. "O contexto da pandemia nos convocou para ficar em casa. A expressão “Fique em Casa” foi uma das recomendações amplamente divulgadas para o cuidado de nossas vidas. Nesse sentido, a Pastoral Familiar quer este cuidado seja realizado com a dimensão da fé, esperança e caridade. E, assim, possamos viver a Semana da Família na Igreja doméstica, a Igreja das Casas", destaca o sacerdote que acrescenta, ainda, que esta é uma proposta para toda a Igreja. "É bom lembrar que não é uma semana somente da Pastoral Familiar ou dos movimentos ligados às famílias. É, sim, uma proposta vocacional para toda a igreja e sociedade. Todas as famílias, das diversas comunidades cristãs, atuantes nos serviços e pastorais de nossa Igreja são chamadas a viver este tempo semanal como momento de graça em sua família". 

 

Reflexão, partilha e aprendizado
Padre Paulo ressalta, ainda, que a cada dia serão explorados temas diferentes e a comunidade será convidada a refletir e aprender. "Conforme as orientações da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), a Semana tem seu início na celebração do Dia dos Pais, um momento para celebrar a vocação dos pais a partir das maravilhas que Deus realizou em São José. Na alegria de amar e ser amados, vamos celebrar, no segundo dia da Semana da Família, o amor na família, pois na família é preciso aprender a linguagem amável de Jesus. No terceiro dia, a indicação é celebrar a família como lugar ideal para refletir o amor de Deus que se inicia pelo matrimônio, sendo este um dom de Deus para a santificação dos esposos", explica.

 

O quarto dia, conforme apresenta o padre, vai relacionar a família e a educação. "Em sintonia com a leitura bíblica, refletiremos sobre o ensinamento maior de Jesus: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. O quinto dia nos convida aHora Santa da Família”, no qual sugere-se uma adoração ao Santíssimo Sacramento ou meditação da Palavra de Deus. No sexto dia, iluminados pela reflexão da Parábola do Bom Samaritano, somos convidados a refletir sobre a importância e a necessidade de a família preparar-se sempre para assumir o compromisso de ver, sentir compaixão e cuidar. E, no último dia da Semana Nacional da Família, o convite é o de colocar o Senhor como centro de nossas vidas, é promover a unidade e a fidelidade a Deus e à Igreja como valor fundamental na vida das famílias, é perceber que não se trata apenas de crer em Deus, mas de servi-Lo", relata.

 

Para acessar virtualmente este roteiro e acompanhar cada reflexão, clique aqui. 

 

 

Na Arquidiocese de Passo Fundo
Em toda a Arquidiocese, as paróquias e comunidades foram estimuladas a organizar e promover atividades que possam despertar a reflexão das famílias a partir de suas casas. Uma das ações do Serviço de Animação Vocacional é a Campanha Minha família reza pelas Vocações que consiste em motivar as famílias da Arquidiocese a organizar um espaço de oração em suas casas e rezar pelas vocações, em especial, pelas famílias - que são os berços de todas as vocações. As famílias podem enviar fotos ou pequenos vídeos marcando a #CadaComunidadeUmaNovaVocação e o @sav.passofundo. "Assim estaremos vivendo nossa fé de maneira responsável, fiel e criativa", conclui o padre. 

 

 

Sammara Garbelotto
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br


Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2021 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.