Primeira Etapa da Escola Regional de Assessores acontece em Porto Alegre

Cerca de quarenta assessores da Juventude provenientes de 14 dioceses gaúchas participam de 26 a 31 de julho, da Primeira Etapa da Escola Regional de Assessores, na Casa da Juventude Marista, em Porto Alegre. Da Arquidiocese de Passo Fundo estão os jovens Daniela Cidade, Jacir Werle e Victória Holzbach.

Conectacthê é a palavra motivadora desses dias de formação. Conexão com Jesus Cristo, com a Igreja, com os grupos e com a dimensão missionária em prol da evangelização da juventude.

Dom Adelar Baruffi, Bispo da Diocese de Cruz Alta e Referencial da Juventude do Regional Sul 3, permaneceu os três primeiros dias com o grupo e se surpreendeu positivamente com a experiência juvenil. “O objetivo da Escola de Assessores é capacitar àqueles que lá na diocese tem a missão de assessorar, congregar, animar e incentivar a missão própria de cada uma das expressões das juventudes”, reiterou.

O primeiro e o segundo dias foram dedicados para dinâmicas de integração e percepção da caminhada percorrida. O terceiro dia (28), os participantes contaram com assessoria de Ir. Katia Rejane Sassi, ISJ, que tratou sobre o tema: Jesus e seu contexto.

Refletir sobre essa temática, salientou Ir. Giulliane Macedo, da Congregação das Irmãs de Notre Dame, “ajudou os participantes a perceberem que Jesus sentiu de perto a realidade dos mais fracos e pobres, já que estava inserido nela e dela vivia. Diante dessa vivência de Jesus é que nos deparamos com a sua identidade e nela vemos que Ele era um leigo, mas era o Verbo que se fez carne e na simplicidade falava e agia com autoridade, essa autoridade de Jesus se chama Serviço e Amor”, lembrou.

Diante do contexto de Jesus é possível comparar com os tempos atuais. Segundo Ir. Katia, “é possível perceber como Jesus se posicionou diante do contexto de sua época, primeiro: conhecermos bem as realidades e mecanismos que nos envolvem para termos uma prática mais coerente enquanto discípulos e discípulas de Jesus no seguimento nos dias de hoje e nas circunstâncias que vivemos”, comparou.

Para o terceiro dia (29) de reflexão o grupo contou com a assessoria do Padre Tarcísio Rech, Pároco da Paróquia Nossa Senhora dos Anjos, de Gravataí, que refletiu sobre a Igreja no seu contexto histórico, trazendo uma visão sobre a Evangelium Gaudium e a realidade eclesial da América Latina e brasileira.

Para Padre Tarcisio “a Escola de Assessores foi um sonho que esta sendo realizado. Este sonho de fazer com que tios e assessores de diversos grupos e carismas pudessem receber uma formação básica a partir daquilo que é a Igreja dentro do projeto de Jesus Cristo”, revelou.

A participante Caroline Aquino, de São Borja, da Diocese de Uruguaiana, destaca a importância da pedagogia do mestre. “Na Escola de Assessores viemos para partilhar conhecimentos e, principalmente, apreender a trabalhar com a pedagogia de Jesus junto aos nossos jovens em nossas comunidades”, salientou.

Já a expectativa de Elisangela Vieceli, da Diocese de Caxias do Sul, é “comungar de um mesmo Cristo, na mesma Igreja, num trabalho com juventudes específicas, mas em busca do Reino num horizonte comum”, destacou.

A temática provocativa do quarto dia (30) foi às realidades Juvenis. Os presentes foram convidados a deixar-se surpreender pela complexidade de situações nas quais as juventudes encontram-se envolvidas.

De acordo com Ir. Zenilde Fontes, Coordenadora do Serviço de Evangelização do Regional Sul 3, “a Escola Regional de Assessores nasce desde 2010 com um processo de escuta das lideranças das dioceses que trabalham com juventude. O pedido era para que tivéssemos pessoas preparadas para acompanhar grupos de jovens e instâncias de evangelização da juventude no Rio Grande do Sul”, salientou.

Na primeira etapa são abordadas as temáticas: Jesus Cristo, Igreja, organização contexto sociocultural atual, realidades juvenis, e metodologia pastoral. A partir deste primeiro passo há outras duas etapas previstas para os meses de janeiro e julho de 2016.

“Esta semana esta sendo especial, pois vejo no olhar e na disposição deles que já tem uma caminhada com a juventude do Rio Grande do Sul e estão querendo apreender mais para poder cumprir melhor sua missão”, concluiu dom Baruffi.

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br
Fonte: Judinei Vanzeto | Eaí?Tchê

 

Categoria: