Encontro Arquidiocesano de Catequistas do Batismo: formação, partilha e aprendizado

Com o objetivo de aprofundar questões referentes à preparação e vivência do Sacramento do Batismo, a Arquidiocese de Passo Fundo acolheu, no último domingo, 07, cerca de 200 catequistas que trabalham diretamente com a preparação do Batismo nas 53 paróquias. O I Encontro Arquidiocesano de Catequistas do Batismo teve, como fundamentação teórica, o novo Diretório do Batismo – elaborado durante o último ano e lançado no dia 13 de janeiro de 2019 – e, também, documentos da Igreja, da CNBB e as catequeses do papa Francisco sobre o tema.

Um olhar sobre o Batismo
Resultado de uma orientação do próprio Diretório, o Encontro envolveu os catequistas em uma formação teológica e vivencial da preparação para o Batismo e, também, de aprofundamento de aspectos do próprio Sacramento em si. Em um primeiro momento, o arcebispo de Passo Fundo, dom Rodolfo Weber, e o coordenador arquidiocesano de pastoral, padre Ivanir Rampon, apresentaram as definições e orientações do novo Diretório – fruto de contribuições do Clero da Arquidiocese – que buscam padronizar as celebrações nas paróquias e, dessa forma, garantir a unidade na Arquidiocese.

Também, a Iniciação à vida Cristã foi trabalhada a partir do encontro de Jesus com a Samaritana e os elementos teológicos do Batismo foram apresentados a partir dos documentos da Igreja e, ainda, das catequeses do papa Francisco. Para o padre Ivanir Rampon, é essencial que esses momentos recordem e reforcem a importância do Batismo para a comunidade católica. “Com o Batismo, somos enviados para anunciar o evangelho de Jesus, para viver em comunidade e buscar um mundo mais justo e fraterno. O Batismo é para se tornar discípulo, para entrar no grupo de discipulado de Jesus. E isto significa observar aquilo que Jesus ordenou e levar aquilo que Jesus ensinou a todos os povos da Terra”, destaca e acrescenta, também, que é preciso viver a espiritualidade do Sacramento. “Não basta apenas ser batizado, é preciso viver esta espiritualidade. O Batismo não é uma mágica, mas, sim, uma imersão em uma pessoa e em uma causa: a pessoa de Jesus e a causa de Jesus”, complementa.

Vivência prática
Depois disso, os catequistas vivenciaram a Celebração Eucarística presidida por dom Rodolfo Weber e, na parte da tarde, de forma prática e dinâmica, puderam compreender a importância de uma boa preparação de pais e padrinhos. Assim, a importância do espaço, a simbologia da água, do círio e do óleo, a centralidade da Palavra de Deus e a importância de ouvir as histórias de quem participa da preparação foram reforçados durante os trabalhos. “O Batismo nos leva a ser uma Igreja em Saída. Jesus acolhe, dialoga, perdoa e envia com a missão de superar os pecados. Nós, batizados, precisamos ter esse tipo de ação. Por isso, devemos refletir sobre a Iniciação à Vida Cristã e é isso que queremos com o processo de reformulação do Diretório do Batismo”, encerra o padre Ivanir.

Sammara Garbelotto
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br

Categoria: