Diretório da Eucaristia: Clero Arquidiocesano aprova novo documento

Resultado é fruto de processo participativo e será lançado na Solenidade do Corpo e Sangue de Jesus Cristo

A Eucaristia, fonte e ápice da vida cristã, foi o foco da reunião do Clero da Arquidiocese de Passo Fundo, na última terça-feira, 26. Reunidos para estudar o pré-projeto do novo Diretório Arquidiocesano da Eucaristia – formulado no último ano – os padres aprovaram o documento final e aguardam, agora, a promulgação do arcebispo e o lançamento arquidiocesano do documento que acontecerá na Solenidade do Corpo e Sangue de Jesus Cristo - conhecida popularmente por Corpus Christi – no dia 20 de junho. O novo texto faz parte de um processo de reformulação de todo o Diretório Arquidiocesano que iniciou ainda no ano passado e já resultou em um novo Diretório Arquidiocesano para o Batismo.

Processo participativo
O resultado do texto elaborado é fruto de um processo participativo que envolveu a comunidade da Arquidiocese desde o último ano. Foram realizadas nove reuniões nas áreas pastorais, com padres, religiosos, leigos e comunidades, para estudar, debater e sugerir o conteúdo do Diretório. Depois disso, a Coordenação Arquidiocesana de Pastoral buscou as orientações do Magistério da Igreja sobre a Eucaristia – enfatizando, especialmente, as catequeses do papa Francisco sobre o assunto e, ainda, os escritos dos papas Bento XVI, João Paulo II e Paulo VI, Documentos da CNBB e outros documentos da Igreja ligados à dimensão litúrgica, como a Sacrosanctum Concilium (Vaticano II).

Depois disso, um pré-projeto foi apresentado para a Equipe Arquidiocesana do Diretório que aprovou e indicou a apresentação do mesmo para o Clero que, durante a reunião de terça-feira, depois de apontar algumas sugestões para tornar o documento acessível para as comunidades, aprovou o texto final. O coordenador de pastoral, padre Ivanir Rampon, destaca, também, que o novo Diretório está em sintonia com o 17º Plano Arquidiocesano da Ação Evangelizadora, que coloca em pauta a importância da Mesa Eucarística. “Todo esse processo realizado permite dizer que o Diretório está em diálogo com as realidades da Igreja local, mas, também, está em diálogo com a Igreja do mundo todo, com os pastores da Igreja”, coloca.

Buscando marcar o momento de aprovação do documento, a Missa de Dedicação do Altar da Capela da Casa de Retiros – que deu início à reunião, no dia 26 – foi o gesto simbólico que acompanhou as atividades do Clero. Na oportunidade, o padre Ivanir relembrou um pedido de Cardeal Arns para que Dom Helder enviasse uma frase impactante para publicar como manchete no jornal da Arquidiocese de São Paulo. "Dom Helder enviou: 'A Eucaristia salvará o mundo'. Num primeiro momento, a frase pode parecer simplicista, mas na verdade é profunda. De fato, é isso: se a Eucaristia for bem celebrada, bem vivida, haverá salvação para o mundo. Se bem vivermos a Eucaristia, não vamos aceitar a desigualdade social, a violência, mas, pelo contrário, vamos lutar pela partilha dos bens, vamos oferecer a paz e um testemunho de fé no estilo e no seguimento de Jesus Cristo. A Eucaristia é o próprio Cristo, o salvador do mundo e, por isso, ela pode salvar o mundo”, concluiu.

Sobre o Diretório
O documento aprovado contém orientações teológico-pastorais sobre a Eucaristia, ou seja, algumas normas, orientações e princípios para que as comunidades possam melhor celebrar e viver a Eucaristia. Ao todo, são cinco capítulos: I- Preparação para a Celebração Eucarística – com destaque para a formação litúrgica e o ambiente litúrgico; II- Celebração Litúrgica – destacando a missa dominical, a Liturgia da Palavra, a Liturgia Eucarística, Festas e Solenidades Litúrgicas, Viático (a última “eucaristia” neste mundo de uma pessoa) e Missas para defuntos -; III- Primeira Comunhão – destacando os dois primeiros anos da Catequese e a experiência de comungar o Corpo de Cristo pela primeira vez na vida -; IV- Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística – enfatizando a distribuição da eucaristia para as pessoas que não podem participar da missa por causa de vulnerabilidades -; V- Reserva e Adoração Eucarística – orientando para a conservação das hóstias guardadas no Sacrário e, também, para a Adoração e Bênção do Santíssimo Sacramento. O Diretório é um documento que poderá ser estudado nas diversas comunidades, serviços e movimentos. Aliás, alguns padres já o solicitaram – antes mesmo do lançamento – para realizarem estudos nas paróquias.

Sammara Garbelotto
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br

Categoria: