II ENRPJ: um olhar histórico sobre a realidade juvenil

A  Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, da CNBB, está promovendo, desde o dia 7 de setembro, o II Encontro Nacional de Revitalização da Pastoral Juvenil – II ENRPJ. A atividade, que acontece em Brasília, tem seguimento até o sábado, 9 de setembro, e é o momento de jovens de todas as partes do Brasil renderem graças a Deus pelos 10 anos do Documento 85 da CNBB – Evangelização da juventude e também do Documento de Aparecida. A Arquidiocese de Passo Fundo está representada, através do Setor Juventude, pelo jovem Eduardo Nischespois Scorsatto e, também, pelo secretário nacional da Pastoral da Juventude Davi Rodrigues.

Ação evangelizadora
O encontro está sendo acompanhado por Dom Vilsom Basso, Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, padre Toninho, Assessor Nacional da Juventude e por demais Bispos referenciais da CEPJ. Ao todo, cerca de 300 pessoas estão participando das atividades. 

No primeiro momento do dia, os jovens e assessores tiveram a oportunidade de ver a caminhada da juventude nos diversos regionais, e a partir da realidade juvenil diagnosticar o caminho percorrido até aqui. Para Katyuscia Dantas, da Diocese de Caicó-RN, representante do Setor Juventude, esse momento suscitou ainda mais o desejo de renovar o amor pela juventude. “Tendo em vista que desde o I ENRPJ, realizado em 2013, levamos para a diocese a importância do acompanhamento, durante esses anos visitamos as comunidades, paróquias, como setor de juventude anualmente fazemos encontros com as lideranças, temos uma preocupação com a formação desses jovens, respeitando a diversidade de carismas e junto com eles estamos construindo soluções para os problemas e desafios. As discussões de hoje, me fizeram perceber o quanto estamos no caminho certo e podemos nos fortalecer ainda mais em nossa missão, e através do nosso acolhimento que a juventude será fortalecida”, contou.

Confira as fotos deste primeiro dia

Protagonismo juvenil
Essa expressão, ainda que pareça saturada e muito em voga, foi uma das mais usadas durante as partilhas sobre as 8 linhas de ação do Doc. 85, Evangelização da Juventude. Em muitos regionais a força jovem sustenta os trabalhos. Foram discutidos também a importância da vocação ao Ministério da Assessoria, perfil dos assessores adultos e o investimento nas causas da Juventude. Constatou-se que essas linhas de ação ainda são uma urgência Pastoral e o Doc. 85 que está completando 10 anos de história precisa ser um livro de cabeceira para quem realiza esse trabalho de acompanhamento juvenil.

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br
Fonte: Valesca Montenegro | Jovens Conectados

Categoria: