I Hot Dog Solidário teve respostas positivas da comunidade marauense

A primeira edição do Hod Dog Solidário movimentou a cidade de Marau. A atividade beneficente foi realizada no sábado, 12 de agosto, nos fundos do Salão Frei Gentil, e foi desenvolvida através de uma parceria entre o Cursilho Jovem da Área 4 e a Abesfa - Associação Beneficente São Francisco de Assis.

Preparação, empenho e solidariedade
A preparação, que  iniciou meses antes com a busca por patrocínios, compra de ingredientes, venda de ingressos e reuniões para organização, possibilitou que os jovens do movimento de Cursilhos da Cristandade e os integrantes da Abesfa pudessem interagir e planejar a atividade. 

No dia do evento, equipes foram formadas e divididas em horários das 8h às 20h para realizar a montagem dos produtos e a entrega no local. “Foi bacana ver os jovens motivados e  engajados para ajudar. Graças ao empenho e a participação deles como serviço totalmente voluntário, conseguimos realizar uma  ação organizada e com bons resultados”, colocou Marlon Cucchi, presidente do SUB-GED  do Cursilho.

Para Tatiane Bissani, representante da Abesfa, a iniciativa do Cursilho Jovem em favor da Abesfa foi muito importante para a Associação. “Agradecemos pela iniciativa do MCC nesta ação. As crianças e famílias atendidas pela Abesfa serão diretamente beneficiadas. Ações deste tipo fazem toda a diferença. Essas pessoas que doaram seu tempo e seu trabalho em prol da solidariedade são reconhecidas por todos nós”, colocou.

Repercussão na comunidade
A ação também foi elogiada pela comunidade de Marau. A empresária Viviane Magri parabenizou a todos os envolvidos: “São essas atitudes que  transformam a vida das pessoas, pequenos gestos como este, nos fazem acreditar num mundo melhor, mais humanizado, mais igual e mais feliz.  O evento foi muito bem organizado, contando com inúmeros voluntários,  que se dispuseram  do seu tempo em prol das outras pessoas. Isso sim podemos chamar de solidariedade.  Parabéns à todos os envolvidos e parabéns à comunidade que apoiou o evento”, comentou.

Foram comercializados os 2 mil ingressos disponíveis para comercialização e pelo menos 1800 foram distribuídos.  80% dos recursos angariados serão revertidos em benefício da Abesfa. O restante será para custos do movimento. A ideia dos idealizadores é dar sequência no próximo ano, realizando a segunda edição do evento.  

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br
Fonte: Kelly Filippi 

Categoria: