Padre Tiago é acolhido pela Arquidiocese

O jovem, que foi ordenado no último domingo, 30, vai seguir atuando na paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Carazinho

Sede misericordiosos como o vosso Pai é misericordioso”. Retirado do sexto capítulo do Evangelho de Lucas, o lema escolhido pelo neossacerdote Tiago André Guimarães para orientar a sua caminhada vocacional na Igreja é, também, uma proposta concreta de vivência missionária: o jovem, que foi ordenado padre no último domingo, 30, segue atuando na paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Carazinho. “A partir deste lema, que expressa a essência do ser cristão, pretendo mergulhar nesta provocação e chamado do próprio Jesus: viver a misericórdia”, colocou o jovem durante a celebração.

Reino de Deus: tesouro que precisa ser buscado
Presidida por dom Rodolfo Luís Weber, a celebração de ordenação retomou o Reino de Deus através das parábolas do tesouro escondido, da pérola preciosa e da rede lançada ao mar. Assim, tendo em vista o texto proclamado, o arcebispo metropolitano destacou, em sua fala, a necessidade da busca pelo Reino de Deus. “As coisas de Deus são um tesouro. O Reino de Deus é como um tesouro de muito valor que, por vezes, está escondido. Esse é o desafio que temos como cristãos em nossa sociedade permanentemente. O Reino dos Céus é, de fato, um tesouro que faz brilhar nossos olhos e que está aí. E que precisa ser buscado. Está nos corações dos seres humanos o impulso pela busca. Alcançamos as coisas de Deus na medida em que as buscamos.”, enfatizou.

Escolha pelas coisas do alto
Ainda, dom Rodolfo destacou que o “sim” dado por Tiago é a concretização da descoberta do Reino. “Hoje, estamos diante do Tiago que, em sua vida, descobriu o tesouro do Reino de Deus. Existe um serviço, um dom, que Deus confiou ao Tiago - o dom de ser presbítero. Toda a preparação até aqui foi a busca por esse tesouro. Para alcançá-lo foi e é preciso fazer escolhas.”, comentou e acrescentou, ainda, que as escolhas por Deus são eternas. “Tiago escolheu dedicar sua vida a ajudar outras pessoas a se darem conta que, neste mundo, o Reino de Deus está presente e é uma pérola preciosa, de um valor que não se perde com o tempo. As coisas de Deus são coisas eternas”, ressaltou. “Neste dia especial para a Arquidiocese, ficamos felizes por sabermos distinguir o tesouro do Reino de Deus. Rezemos pelo Tiago, para que a cada dia sinta-se mais alegre e mais realizado pela escolha que fez, porque escolheu esse tesouro”, concluiu.

Pelo olhar de Deus
Além das palavras de dom Rodolfo, Tiago, que viu sua vocação nascer a partir do envolvimento da família com a Igreja vivenciou, durante o rito de ordenação, a experiência da doação, do serviço e do comprometimento. O novo padre foi ungido pelo arcebispo, professou seus compromissos e foi revestido pela túnica e estola sacerdotal. Ainda, os padres presentes na celebração também receberam com alegria o novo irmão, abençoando-o pela imposição das mãos e acolhendo-o com um fraterno abraço.  Em sua fala, Tiago expressou a gratidão e a alegria pelo momento vivido. “Agradeço a Deus por acreditar nos incapacitados, por realizar em pedras brutas verdadeiros diamantes. Agradeço pela minha família, por me dar segurança na fé e no amor”, iniciou.

Confira mais fotos da ordenação

O jovem  agradeceu, também, ao arcebispo dom Rodolfo, aos padres que colaboraram em sua formação, aos religiosos e religiosas, aos seminaristas com quem conviveu e, também, às comunidades onde atuou. Por fim, Tiago encerrou sua fala pedindo para que a comunidade possa rezar por ele e por sua vocação e, ainda, se colocou à serviço e à disposição daqueles que precisam. “Rogo pelas pessoas que entraram, entram e entrarão na minha vida. Senhor, ensina-me a contemplar cada uma delas pelos teus olhos. Afinal, em cada uma delas está a sua presença e a sua misericórdia”, concluiu.

Sammara Garbelotto
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br

Categoria: