Área Pastoral de Guaporé acolhe Seminário da Campanha da Fraternidade

E a justiça qual rio em seu leito, dar mais vida pra vida do povo.

A área pastoral de Guaporé, que integra as paróquias de Dois Lajeados, Guaporé, São Valentim do Sul, Serafina Corrêa, Vila Oeste e Pulador, realizou na noite desta terça-feira, 02 de fevereiro, o 5º Seminário para estudo da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2016.

Este ano, a Arquidiocese de Passo Fundo mudou a metodologia de reflexão da CFE, e passou a realizar os seminários de estudo nas áreas pastorais, possibilitando abranger mais pessoas e olhar de forma mais atenta para a realidade específica de cada local. Na área pastoral de Guaporé, o encontro reuniu cerca de 60 agentes, que durante a noite estudaram os objetivos gerais e específicos da Campanha, que tem como foco o Saneamento Básico.

O Texto Base da Campanha, apresentado pelos jovens Junior Centenaro e Eduardo Nischespois, aponta que é sempre importante levar em conta que o Saneamento Básico inclui o abastecimento de água potável, o manejo da água da chuva, a coleta e o tratamento do esgoto e a coleta e destinação do lixo. Alguns dados no documento são alarmantes e ressaltam a urgência de se olhar atentamente para essa questão. Segundo o Texto, a cada 1 dólar investido no Saneamento Básico, são economizados 4 na saúde.

Um dos desafios do Seminário nas áreas pastorais é conhecer a realidade do local e motivar a população a provocar mudanças. Pertilo Piva, agente da Pastoral Familiar de Guaporé, apresentou a realidade do município e destacou que os guaporenses possuem um bom abastecimento de água, mas, por outro lado, a coleta do esgoto ainda não é realizada de forma adequada e existem muitos lixos nas ruas. “A cidade cresceu muito rápido e o governo não deu e não está dando conta de acompanhar”, ressaltou Piva.

Inspirado no livro de Amós, que denunciava uma série de questões, mostrando um progresso que não se traduzia em igualdade e justiça para todos, o Texto Base reforça a importância de um olhar crítico ao trabalho realizado pelo poder público em prol das populações neste sentido.

Algumas ações práticas também podem partir de iniciativas pessoais, como uso responsável da água, separação e descarte adequado do lixo, cuidado com os rios e fontes. Neste sentido, a Arquidiocese também propõe dois gestos concretos durante a quaresma: o jejum e a coleta de alimentos na Sexta-feira Santa, nas paróquias.

O Fundo de Solidariedade, formado pela Coleta realizada no Domingo de Ramos, também ganha destaque nos Seminários nas áreas pastorais. Em Guaporé, a exposição sobre o FDS contou com a participação da diretora do Lar da Criança Primo e Palmira Pandolfo, que recebeu no início de 2015 e relatou a importância do apoio para a instituição, que atende cerca de 100 meninas anualmente e é mantida essencialmente por doações da comunidade.

Victória Holzbach
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com

Categoria: 
Tags: