Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
Notícias da Igreja
 
07.Out - Sínodo da Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma Ecologia Integral
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Sínodo da Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma Ecologia Integral

A Igreja está vivenciando um novo período sinodal: o Sínodo para Amazônia – que iniciou neste domingo, 06, e segue até o dia 27 de outubro - é uma resposta do papa Francisco à realidade da Pan-Amazônia. Com o tema “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral", o Sínodo tem, segundo Francisco, “o objetivo de identificar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, especialmente dos indígenas, frequentemente esquecidos e sem perspectivas de um futuro sereno, também por causa da crise da Floresta Amazônica, pulmão de capital importância para nosso planeta.”

 

Conhecer, reconhecer, conviver e defender
Este Sínodo, que é consagrado à São Francisco de Assis, é uma edição especial que foi convocada, justamente, pela realidade em que se encontra a Amazônia. É, portanto, um encontro que tem o objetivo de conhecer a riqueza do bioma, os saberes e a diversidade dos Povos da Amazônia, especialmente dos povos Indígenas, suas lutas por uma ecologia integral, seus sonhos e esperanças; reconhecer as lutas e resistências destes povos que enfrentam mais de 500 anos de colonização e de projetos desenvolvimentistas pautados na exploração desmedida e na destruição da floresta e dos recursos naturais; conviver com a Amazônia, com o modo de ser de seus povos, com seus recursos de uso coletivo compartilhados num modo de vida não capitalista adotado e assimilado milenarmente. Também, um dos objetivos envolve a defesa da Amazônia, do seu bioma e seus povos ameaçados em seus territórios, injustiçados, expulsos de suas terras, torturados e assassinados nos conflitos agrários e socioambientais, humilhados pelos poderosos do agronegócio e dos grandes projetos econômicos desenvolvimentistas.

 

 

O rosto dos povos da Amazônia
Dentre as várias temáticas que serão estudadas e aprofundadas no processo sinodal, está em pauta o “rosto dos povos da Amazônia” que representam uma rica diversidade sociocultural nesta realidade em que, dadas as proporções geográficas, é uma região gigantesca onde vivem povos e culturas diferentes que ocupam a região com modos de vida distintos. Também terá lugar no debate do sínodo o camponês e sua família que se apropria e utiliza os recursos naturais da várzea, tendo como pano de fundo o contínuo e cíclico movimento de seus rios. A realidade das cidades dos nove países que compõem a Pan-Amazônia -Colômbia, Peru, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana Inglesa, Guiana Francesa, Suriname e Brasil - com seus desafios e perspectivas também serão abordadas no Sínodo.

 

 

Identidade do Sínodo
Criada pelo artista brasileiro, Aurélio Fred, a base para a logo é uma folha, que nos aponta para toda a biodiversidade presente na Amazônia. O movimento dela também nos lembra o fogo, uma chama, que é ação do Espírito agindo neste momento da história na Igreja e na Amazônia. A folha, por sua vez, não tem um traçado simples que aponta para uma única direção, mas traz a trama de uma cesta indígena, recordando a cultura das populações tradicionais, a força, o trabalho e o sentido de unidade. Unidade, aqui, de toda a Pan-Amazônia, lembrada nas cores das bandeiras dos países que a compõem, não tendo uma cor ou bandeira que prevaleça sobre a outra. No centro, um rio que une toda a região, com seus afluentes e bacias, símbolo também do caminho, motivação do tema do Sínodo, e que passa pela cruz, nossa identidade de Igreja e de cristãos.

 

 

Professor do Itepa participa do Sínodo
O professor da Pós-Graduação em Espiritualidade da Itepa Faculdades, Pe. Dr. Adelson Araújo dos Santos, SJ foi nomeado pelo papa Francisco para participar do Sínodo dos Bispos sobre a Amazônia. Pe. Adelson fará parte do grupo chamado “Colaboradores do Secretário Especial” ou “Espertos”. No total, mais de 250 bispos, religiosos, pesquisadores e representantes da Organização das Nações Unidas (ONU) participarão do Sínodo dos Bispos para a Amazônia, que discutirá questões sociais e ambientais dos noves países que integram a bacia amazônica: Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Guiana, Guiana Francesa, Venezuela e Suriname.

 

Em janeiro de 2020, o professor Adelson estará lecionando a disciplina de Fundamentos de Espiritualidade na nova turma de Pós-Graduação em Espiritualidade, cuja inscrições já estão abertas. Pe. Adelson nasceu e viveu parte de sua vida na região Amazônica e hoje é, também, professor no Instituto de Espiritualidade da Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma e diretor do Centro de Formação São Pedro Fabro para Formadores à vida consagrada e presbiteral.

 

Sammara Garbelotto
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br


Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2019 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.