Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
Notícias da Igreja
 
Relacionadas
 
07.Jul - Ano da Juventude é animado pela peregrinação das réplicas dos símbolos da JMJ
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Ano da Juventude é animado pela peregrinação das réplicas dos símbolos da JMJ

Quando a madeira deixa de ser simplesmente o material e se une para formar o símbolo de milhões de cristãos pelo mundo, somos capazes de compreender o que é fé. Depois de 11 meses de peregrinação, as centenas de fitas e pedidos que passaram a acompanhar a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora, são sinais vivos da expressão de devoção da população de 47 municípios da região norte do Estado, área de abrangência da Arquidiocese de Passo Fundo.



Os símbolos são réplicas daqueles que passaram pelo Brasil em 2012 e 2013, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude. O encontro reuniu milhões de jovens de todo o mundo com o Papa Francisco, no Rio de Janeiro, em julho do último ano.



Como sinal de continuidade do trabalho de evangelização e protagonismo da juventude na Igreja, a Arquidiocese de Passo Fundo definiu que 2014 seria o ano de dedicar especial atenção aos jovens, nas 53 paróquias e centenas de comunidades.



A cruz e o ícone de Nossa Senhora, que fortalecem e animam a realização do ano da juventude na Arquidiocese, chegaram neste domingo, 06, a Passo Fundo, na paróquia São José. Na cidade, os símbolos devem peregrinar pelos bairros e vilas até o dia 12 de outubro, quando será realizado o coroamento do Ano da Juventude durante a Romaria de Nossa Senhora Aparecida.



A assessora do setor juventude na Arquidiocese, irmã Salete Ines Rambo, explica: “No processo da evangelização da juventude os jovens sentiram que era necessário oferecer a todos a experiência de se encontrarem com Jesus também por esses sinais visíveis de seu amor e de sua presença no meio de nós. Foi por esse motivo, que, após confeccionadas as réplicas dos símbolos, os mesmos saíram em peregrinação pela arquidiocese, sendo acolhidos pelas paróquias, comunidades, grupos e em especial, pela juventude”.



Nos diversos locais que passaram, os símbolos marcaram diversas realidades, como escolas, creches, hospitais, geriatrias, desfile cívico de 7 de setembro. Alguns depoimentos relatam a experiência: "A passagem das réplicas dos símbolos em Tapejara trouxe uma nova força para os nossos jovens. Os símbolos ficaram na cidade durante vários dias e sua chegada nos fez perceber que somos protagonistas neste encontro de fé, esperança e unidade”, afirma Taise Telles, de Tapejara. Já para Pe. Anselmo Cristofori, de Sarandi “A passagem da réplica da Cruz Peregrina e do Ícone da Virgem Maria nas escolas foi momento de comoção, não só de muitos alunos, como também de vários professores. Muitos se identificaram com a espiritualidade da Cruz de Jesus e das dores da Virgem Maria aos pés da Cruz”.



Em Carazinho, a chegada da Cruz e do Ícone foi motivo de muito trabalho e empenho. “Na alegria do encontro, todos preparam uma belíssima acolhida, que nem a chuva foi capaz de intimidar. Na sua passagem pelas paróquias, comunidades e escolas, momentos de fé, oração, alegria e renovação, deixam a certeza do Cristo vivo na sua simplicidade e humildade, na certeza da vivência do ano da juventude. Os protagonistas não tiveram vergonha de sair às ruas carregando uma cruz nos ombros, anunciando Jesus vivo no povo que é seu, sinal de vida e esperança.  Cada celebração, missa, visita, oração, vigília, formação, cantos, dinâmicas e encontros é sinal do Reino de Deus que se faz presente na comunidade”, declara Mariane Kaufmann, jovem de Carazinho.



Símbolos da JMJ



Ao concluir o Ano Santo de 1984, proclamado pelo Papa São João Paulo II, como ano da Redenção, o Papa decidiu entregar a grande Cruz de 3,80 m à juventude do mundo com essas palavras: “Meus queridos jovens, ao concluir este Ano Santo, vos confio o símbolo deste Ano Jubilar: a Cruz de Cristo! Levai-a pelo mundo afora como símbolo do amor de Cristo pela humanidade e anunciai a todos que só na morte e ressurreição de Cristo podemos encontrar salvação e redenção”. Ao ser anunciada em 1985 a primeira Jornada Mundial da Juventude, a Cruz tornou-se seu principal símbolo e passou a acompanhar estes eventos.



O ícone de Nossa Senhora foi dado de presente aos jovens também pelo santo Papa João Paulo II durante a jornada mundial do Canadá, em 2003 com as seguintes palavras: “Hoje eu confio a vocês o Ícone de Maria. De agora em diante, ele vai acompanhar as Jornadas Mundiais da Juventude, junto com a Cruz. Contemplem sua Mãe! O ícone será o sinal da presença materna de Maria próxima aos jovens que são chamados, como o Apóstolo João, a acolhê-la em suas vidas”.



Victória Holzbach

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo

imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br

Colaboração: Ir. Salete Ines Rambo



Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2020 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.