Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
Notícias da Igreja
 
09.Mai - "Vamos assumir definitivamente a Iniciação à Vida Cristã"
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

“Agora temos maior motivação para alavancar com segurança o processo da Iniciação à Vida Cristã. A alegria de vivenciar a Jornada motiva nossas catequistas a assumir definitivamente o processo da IVC, sem qualquer justificativa para isso não se tornar concreto.”. As palavras de Mirte Santina, coordenadora arquidiocesana da catequese, resumem bem o espírito celebrativo e de formação que envolveu a II Jornada Estadual de Catequese, que aconteceu no último domingo, 7, em Caxias do Sul e reuniu cerca de seis mil pessoas – 543 delas, da Arquidiocese de Passo Fundo. “A avaliação que fazemos é que foi um momento lindo, de encontro, partilha, reflexão, oração e celebração. O encontro ficará na história da catequese do Rio Grande do Sul e da Arquidiocese. Afirmamos que gratidão é a palavra certa”, complementa a coordenadora.



A busca pelo fortalecimento da Iniciação Cristã

Com o objetivo principal de fortalecer a caminhada da Iniciação à Vida Cristã da Igreja do estado, a Jornada celebrou o tema “Palavra de Deus, fonte da catequese!” e o lema “A Palavra está perto de ti, em tua boca e em teu coração” (Dt 30,11-14). A proposta foi de refletir sobre a importância da Palavra de Deus na catequese, celebrar a catequese de inspiração catecumenal e, ainda, identificar pistas para a renovação da catequese. “Os objetivos tiveram êxito. O dia apresentou momentos importantes de catequese”, explica Mirte.



Os temas, segundo a coordenadora, foram trabalhados de forma intensa: Querigma, tema abordado por dom Leomar Brustolin, apresentou a catequese como bíblica e pascal; Mistagogia foi o tema explanado pela Irmã Maria Aparecida que motivou os catequistas a aprofundar o método catecumenal e, por fim, o tema da Missão foi explicado por dom Jaime Kohl e motivou a renovação das comunidades paroquiais. “O diferencial foi que as três catequeses iam sendo animadas por cantos motivacionais que faziam vibrar o coração, na interiorização do aprendizado.”, relembra Mirte.



Veja mais fotos aqui.



Ritos Celebrativos

Entre uma catequese e outra, a Jornada apresentou, também, a vivência dos Ritos Celebrativos com a participação dos catequistas das 18 dioceses presentes.  “A Jornada possibilitou experienciar a profundidade do Rito nos encontros de catequese do processo de Iniciação à Vida Cristã, que prevê uma catequese vivencial, celebrativa e leve o catequizando a descobrir e encantar-se por Jesus.”, explicou.



Presidido por dom Rodolfo Luís Weber, arcebispo de Passo Fundo, o Rito da Assinalação foi o primeiro celebrado e, através dele, os 18 representantes das (arqui)dioceses foram assinalados com o sinal da cruz nos ouvidos, olhos, boca, ombros e peito – sinalizando a importância de Jesus estar presente em todos os sentidos da vida do cristão. “Os demais presentes foram convidados a, dois a dois, fazerem o mesmo Rito, assinalando o colega. Uma emoção tomou conta dos(as) catequistas presentes”, relembra.



Depois, foi realizado o Rito da entrega da Palavra de Deus que, presidido por dom Hélio Adelar, proporcionou que os representantes recebessem a Palavra de Deus como símbolo do encontro.  “Foi um momento muito intenso e profundo”, recorda Mirte. Por fim, o Rito da Luz, onde também foi realizada a aspersão, foi presidido por dom Aloísio Dilli e proporcionou a reflexão em torno da simbologia da água e da vela e, também, a renovação das promessas do batismo.



300 anos de bênçãos e entrega da cruz

Além dos ritos, a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi acolhida pela Jornada que lembrou, ainda, os 300 anos de sua aparição e realizou a motivação através da reflexão de que ela, Nossa Senhora, foi, também, uma catequista. “Com seu sim, nos mostra Jesus, seu amor pela humanidade”. Por fim, a celebração eucarística, presidida por dom Jacinto Bergmann, presidente da Comissão Episcopal da Animação Bíblico-Catequética da CNBB e arcebispo de Pelotas, envolveu os presentes e encerrou o encontro através da espiritualidade do Rito da Entrega da Cruz aos coordenadores arquidiocesanos de catequese. Para Mirte, esse foi o momento culminante do encontro. “A cruz de Cristo é sinal do cristão, mas também sinal da disposição de viver no seguimento de Jesus. Ela é símbolo do compromisso de viver o que Jesus ensinou e como ele viveu”, enfatiza e acrescenta, ainda, que o sentimento, agora, é de gratidão à organização e, também, aos catequistas que participaram. “Nossa participação foi expressiva. As catequistas, se sentindo motivadas, participaram e retornaram revigoradas, renovadas, animadas para assumir e fazer acontecer o novo método de catequese. A principal meta é a experiência do encontro com Jesus Cristo, encantar-se por Ele”, conclui.



Sammara Garbelotto

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo

imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br

Colaboração: Mirte Santina | coordenadora arquidiocesana de catequese



Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2019 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.