Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
Arquidiocese
 
29.Abr - Vocação religiosa a serviço da educação
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Vocação religiosa a serviço da educação

No próximo domingo, 03, a Igreja do mundo inteiro se une em uma reflexão a respeito das vocações. O Dia Mundial de Oração Pelas Vocações está em sua 57ª edição e, neste ano, o Papa Francisco, através de sua tradicional mensagem, propõe que as comunidades pensem a respeito das "Palavras da Vocação". Buscando auxiliar nessa reflexão, a Arquidiocese de Passo Fundo traz, nesta semana, uma série de entrevistas, testemunhos e relatos de vocacionados que vivem o dia-a-dia da vocação sacerdotal, religiosa, leiga ou familiar. Hoje, trazemos, aqui, o relato do Irmão Geandir Luis Wermann, gaúcho de 36 anos, natural da cidade de Santo Cristo, e que atua, há 14 anos, como Irmão Marista. Com a palavra, o Irmão Geandir:


O surgimento da vocação
"Minha história vocacional começa ainda criança, por ter um familiar que é Irmão Marista e há muitos anos dedica sua vida na missão. Depois, meu irmão começou a ser acompanhado pelos Irmão Maristas e acabou fazendo a escolha pela congregação dos Irmãos Lassalistas, mas com o passar dos anos acabou refazendo seu projeto de vida e se sentiu chamado ao matrimônio.

 

Durante esse período, de 1997 a 2000, tive contato com os Irmãos Maristas e participei dos encontros vocacionais, na casa de formação, em Santo Ângelo, onde vim ingressar depois de realizar 11 experiências, durante 3 anos de acompanhamento para descobrir a vocação a qual Deus me chamava.

 

 

 

Os encontros vocacionais que citei foram momentos de autoconhecimento e conhecimento do estilo de vida dos Irmãos Maristas, como é o dia-a-dia deles, como eles testemunham por meio de sua vida o Reino de Deus e o amor de Cristo. Fui me encantando e descobrindo que eu também queria ser um deles, me cativava cada vez mais conhecer e conviver com eles e com isso senti o chamado de Deus à vocação à Vida Religiosa Marista."

 

A Vida Religiosa Marista
"Depois de ingressar na vida Marista como formando, residi em várias cidades do RS me preparando para ser Irmão. Durante esse processo, convivi com Irmãos que fizeram uma experiência de missão em solo africano, mais especificamente em Moçambique e Angola. Isso despertou um grande desejo de conhecer e fazer uma experiência de doação a outras pessoas em terras distantes.

 

 

 

 

Posterior aos 6 anos de formação, fiz minha consagração como Irmão Marista, foi então, que tive a oportunidade de ir para Angola – África, atuar como missionário durante quatro anos (2008 a 2011). Foi uma experiência muito rica e gratificante, aprendi “a olhar a vida com outros olhos”, um aprendizado que nenhum livro ou cadeira universitária poderá me transmitir. Ao regressar de Angola, retomei meus estudos acadêmicos para poder me aperfeiçoar, pois nosso Carisma Marista é atuação com crianças, jovens e adultos tendo como principal meio a educação.

 

 

São Marcelino Champagnat, que fora padre e fundou os Irmãos Maristas a mais de cem anos na França, queria irmãos para levar a educação onde a mesma ainda não havia chegado. Para desempenhar bem nossa missão precisamos estar sempre atualizados no campo educacional.

 

 

Na Vida Religiosa temos como princípio a vida comunitária. Onde tem uma comunidade Marista, a constituição mínima é de três Irmãos. Espaço onde partilhamos nossas alegrias, tristezas, angústias, realizações, sonhos, projetos. Nesse ambiente paira o espírito de família, onde nos encontramos para rezar, conversar, estudar, compartilhar a vida do fundador e a caminhada da congregação, fazer nossas refeições e conviver, nos apoiando e fortalecendo para a missão junto as tantas realidades onde estamos inseridos. Atuamos em escolas particulares, centros sociais, universidades, grupos de jovens, catequese, formação de lideranças comunitárias e várias frentes de missão, apoiando e servindo a Igreja nas suas áreas de atuação." 

 

Pensar sobre a vocação
"Você deve estar se perguntando, mas porque pensar em chamado de Deus, o que é isso, como se dá isso, ele escutou uma voz do além...? Que bom se essas e mais outras perguntas surgiram em sua mente. Pensar esse assunto, é “tomar as rédeas da vida nas mãos”, é ser protagonista, é buscar a vontade de Deus no hoje e no futuro. Hoje, chamamos esse processo de “Projeto de Vida” e, atualmente, minha função é ajudar jovens a construir e pôr em prática o seu, sendo “maestros da ópera da vida”.

 

 

E você que está lendo esse depoimento, já discerniu sua vocação? Se a resposta é positiva, que beleza, seja um testemunho alegre de uma escolha bem feita. Se ainda tens dúvida ou ainda não escolheu uma vocação, que tal lhe ajudarmos a construir seu Projeto de Vida.

 

A Equipe Vocacional da Arquidiocese esta aí para lhe dar suporte. ‘’Ah, mas tenho muitas dúvidas...’’, vamos fazer um processo e juntos esclarecer ao que Deus te chama, pois, uma certeza temos, Deus o quer feliz! Eu me sinto feliz e realizado na escolha que fiz e refaço a cada novo dia, e, desejo que você faça a escolha certa. Procure conhecer mais sobre as diferentes opções vocacionais que existem e descobrirás para a qual Deus te chama a encontrar a felicidade."

 


Sammara Garbelotto
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br


Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2020 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.