Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
Arquidiocese
 
02.Abr - Semana Santa: Arquidiocese vai transmitir celebrações nas redes sociais
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Semana Santa: Arquidiocese vai transmitir celebrações nas redes sociais

 

Coração da fé cristã, a Semana Santa – celebrada a partir de domingo com a Solenidade do Domingo de Ramos – é um convite que a Igreja faz para que os cristãos olhem para a história de Jesus e, mais uma vez, recordem o seu sacrifício e vivenciem o seu amor.

 

Neste ano, em função da pandemia do Coronavírus que atinge o mundo inteiro, a Igreja convida para uma celebração diferente. Impossibilitadas de celebrar as solenidades nas igrejas, com o povo, as comunidades são convidadas a celebrar a Semana Santa em casa, com as suas famílias. Na Arquidiocese de Passo Fundo as celebrações serão transmitidas pelas redes sociais. Presididas pelo arcebispo Dom Rodolfo Luís Weber, as solenidades que acontecem na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, serão transmitidas pela página da Arquidiocese no Facebook. Se programe e acompanhe com sua família. 

 

Semana Santa em casa
Em um novo ofício enviado aos padres e paróquias na tarde de terça-feira, 31, Dom Rodolfo destacou a importância das celebrações da Semana Santa e orientou os presbíteros para a realização das mesmas. Em toda a Arquidiocese, os fiéis são convidados a acompanhar as celebrações paroquiais através das redes sociais. “A Semana Santa de 2020 será vivida e celebrada de forma diferente da tradicional por vivermos em tempos de COVID-19. Se a fé cristã, a Igreja e a sua liturgia fossem alheias ou paralelas à vida cotidiana e à história dos povos, não seria necessário mudar nada. A Igreja está no mundo e por isso sofre com as pessoas e altera as suas celebrações e programações”, destaca o arcebispo.

 

Ele acrescenta, ainda, a importância de seguir em uma rotina de oração e de atenção ao próximo. “Uma causa maior está mudando radicalmente a nossa vida. Nesse tempo todo diferente, vamos reforçar a nossa vida de oração. Dediquemos mais tempo à oração. É tempo de esperança, não de desespero. É preciso cuidar da vida agora, manter a fé e a esperança. Como pessoas de fé, voltemos o nosso olhar para Cristo”, complementa.


Por fim, o arcebispo ressalta que a principal preocupação, neste momento, é com a vida. “Viver a Semana Santa é abraçar o mundo na sua dramaticidade atual. Não é possível ignorar as ameaças à vida. Não se reunir, neste ano, para as celebrações da Semana Santa é salvar vidas. É expressão de amor ao próximo. Não há nada mais sagrado do que a vida. Por isso a Igreja a defende desde a concepção até a morte natural”, completa.


Como vão acontecer as celebrações?
Nas 53 paróquias da Arquidiocese, serão seguidas as orientações da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina de Sacramentos que determinou o seguinte:

 

Domingo de Ramos
- O padre, de forma privada, celebra a Eucaristia e abençoa os ramos da igreja e estenda a benção aos ramos que estão nas casas dos paroquianos.
- Motivar as pessoas a enfeitarem as casas com ramos verdes, como fez a multidão que acolheu Jesus em Jerusalém.
- Acompanhar a Celebração Eucarística por algum meio virtual.

 

Missa do Crisma
Na Arquidiocese será celebrada, no dia previsto, Quinta-feira Santa, às 9h na Catedral. Serão abençoados os Óleos dos catecúmenos e dos enfermos e consagrado o do Óleo do Crisma. Depois poderão ser retirados na Cúria metropolitana. Será transmitida pelas redes sociais.

 

Quinta-feira Santa
O lava-pés, já opcional, é omitido. No final da Missa na Ceia do Senhor, a procissão também é omitida e o Santíssimo Sacramento é mantido no tabernáculo. Neste dia, os padres recebem excepcionalmente a faculdade de celebrar a missa, sem a participação popular, em um local adequado.

 

Sexta-feira Santa
Na oração universal, os bispos cuidarão de preparar uma intenção especial para aqueles que se encontrarem em situação de perda, de doentes e de falecidos (cf. Missale Romanum). O ato de adoração na cruz através do beijo é limitado apenas ao celebrante.

 

Vigília Pascal
Deve ser comemorada exclusivamente em catedrais e igrejas paroquiais. Para a liturgia batismal, permanece mantida apenas a renovação das promessas batismais (cf. Missale Romanum).

 

Horários das Transmissões
Cada paróquia vai seguir o seu cronograma de horários para as celebrações da Semana Santa. Na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, as transmissões das celebrações presididas pelo arcebispo Dom Rodolfo vão acontecer, na página da Arquidiocese, nos seguintes horários:

 

Domingo de Ramos | 05 de abril
9h

 

Quinta-feira Santa | 09 de abril
Missa do Crisma, 9h
Lava-Pés, 19h

 

Sexta-feira Santa | 10 de abril
Celebração da Paixão e Morte, 15h


Sábado | 11 de abril
Vigília Pascal, 19h

 


Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2020 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.