Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
Arquidiocese
 
17.Out - Romaria: em missão e apaixonados por Deus
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Romaria: em missão e apaixonados por Deus

Bia Mendes de Mello mora em Passo Fundo há mais de 50 anos e sempre foi, desde pequena, devota de Nossa Senhora Aparecida. Durante a 39ª edição da Romaria de Aparecida, no último domingo, 13, ela caminhou sozinha, vestida com o tradicional manto da padroeira. “Todos os anos eu participo da Romaria e continuo a peregrinação que meus pais iniciaram. A cada ano, é uma emoção maior. Eu renovo a minha fé”, comenta. “Venho pedindo pela minha família, pelo Brasil, pelas pessoas de uma forma geral. Nós precisamos de muita paz e precisamos ter muita fé. Sem fé não chegamos a lugar nenhum”.

 

Bia caminhou os sete quilômetros que compreendem a Romaria de Nossa Senhora Aparecida para agradecer a cura da filha. Junto com ela, outras milhares de pessoas e suas intenções preencheram as ruas de Passo Fundo. A estimativa é de que, entre sábado e domingo, 200 mil pessoas passaram pelo Santuário Arquidiocesano para agradecer, pedir e encontrar a santa que é a padroeira da Arquidiocese de Passo Fundo e do Brasil.

 

Reflexão sobre a missão
A missão de cada um e da Igreja foi a motivação do lema deste ano: “Aparecida nos chama para a missão”. Durante a sua homilia, na missa campal, dom Rodolfo Luís Weber, arcebispo de Passo Fundo, destacou a temática e enfatizou a importância de cada um se comprometer e se apaixonar pela missão. “Só faz missão quem tem paixão pelo povo de Deus. E a nossa tarefa é olhar o mundo com os olhos de Deus”, iniciou. “Deus enviou o seu filho ao mundo para salvar o mundo. E nós devemos fazer algo pelo outro, se colocar em missão pelo outro. Eu só ajudo o outro – por mais errado que ele esteja – porque desejo a sua mudança. Só anuncia e quer o bem do outro quem está apaixonado pela vida, pelo bem da humanidade. Só faz missão quem está apaixonado pelo mundo inteiro”, complementou.

 

Dom Rodolfo acrescentou, ainda, a importância de olhar para Maria como aquela que conduz. “Temos a nossa frente a Mãe do Cristo, que nos conduz até Ele. Maria, certa vez, caminhou até Isabel. Agora, é a nossa vez de caminhar, de colaborar na obra da salvação. Que a Mãe Maria nos ajude, nos coloque em movimento e nos faça, a cada dia, nos apaixonarmos ainda mais por Deus e por seu povo”, encerrou.

 

Mostra de Ações Solidárias
Ainda, dentro da programação da Romaria, a Mostra de Ações Sociais Solidárias - atividade que acontece desde 2014 – foi a oportunidade de a comunidade conhecer os grupos e produtos que nascem a partir do conceito da economia solidária. “Esse espaço conquistado junto ao santuário se revela um importante momento de divulgação dos trabalhos sociais realizados, além de proporcionar uma diversidade de produtos ofertados aos romeiros, valorizando o trabalho das diferentes pastorais e organizações, trazendo presente grupos da agricultura familiar e produção orgânica, além de entidades que trabalham na defesa da vida. Reafirmamos que somos parte da Romaria arquidiocesana!”, coloca Franciel Bachi, um dos assessores da Cáritas.

 

Sammara Garbelotto
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br


Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2019 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.