Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
Arquidiocese
 
26.Set - Doutrina Social da Igreja em pauta
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

"A formação permanente é sério dever moral do presbítero, pois está em jogo a fidelidade à sua vocação”. A frase, dita por Dom Jorge Carlos Patron Wong, arcebispo mexicano, durante o 16º Encontro Nacional de Presbíteros, que aconteceu em 2016, foi a motivação para que o Clero da Arquidiocese de Passo Fundo se reunisse, na manhã desta terça-feira, 26 de setembro, na Casa de Retiros, para um momento de formação e aprendizado. Orientados por Frei Olávio Dotto, os sacerdotes foram inseridos no contexto da Doutrina Social da Igreja e, especialmente, na perspectiva das Pastorais Sociais.

 

“Opção decidida pela Pastorais Sociais”

Ao iniciar a conversa com os padres, Frei Dotto propôs duas abordagens em sua fala: a primeira com o objetivo de refletir como as paróquias e obras podem ter uma opção mais decidida pelas Pastorais Sociais e a outra no sentido de compreender as Pastorais Sociais como caridade. “O objetivo das Pastorais Sociais é o da caridade, o de promover a transformação das estruturas da sociedade, ainda que com as suas limitações”, colocou o Frei que propôs, também, uma reflexão sobre o desafio de se construir uma pastoral orgânica. “A Pastoral faz parte da vida da Igreja e é preciso que se tenha essa noção d pertencimento e esse olhar eclesial”, coloca.

 

“Realizamos muita coisa”

Buscando auxiliar a sua fala, Frei Dotto apresentou aos padres uma pesquisa realizada em 2014 no Brasil onde se constrói o cenário das Pastorais e Obras Sociais: são quase 500 institutos e ordens religiosas e de vida apostólica distribuídos em 1026 sedes em todo o país que contribuem, de forma autônoma, com iniciativas de assistência social; os atendimentos realizados pelas Obras e Pastorais Sociais, em 2014, foram quase 500 milhões para uma população de 39 milhões de brasileiros; entre Obras e Pastorais, atuam mais de 700 mil voluntários em todo o país. “Os números mostram: realizamos muita coisa e não nos damos conta disso. De grão em grão a gente causa um impacto na sociedade, por isso é importante o trabalho realizado nas comunidades. É preciso mostrar o rosto da ação social da Igreja”, enfatizou.

 

“Colaborar para que as estruturas se modifiquem”

Ainda, Frei Dotto apresentou os três níveis de atuação das Pastorais Sociais: socorrer as pessoas necessitadas; criação de caminhos para a promoção da vida; transformação das estruturas da sociedade. “O serviço da caridade, na Igreja, sempre se deu nesses níveis. Somos ótimos em socorrer as pessoas em suas necessidades imediatas. Mas somos convidados, a partir de nossa fé, a colaborar para que as estruturas sociais se modifiquem. Temos que discutir o pano de fundo de uma sociedade que gera a exclusão. Temos que questionar as estruturas e buscar meios mais eficazes para superar as situações de pobreza”, destacou.

 

“Pastoral na perspectiva missionária”

O Frei ainda comentou a necessidade de a fé se concretizar, de fato, na ação e, assim, promover algum tipo de transformação. “É preciso ir além de ser uma pastoral de manutenção para ser uma pastoral na perspectiva missionária. A caridade cristã é uma caridade a serviço dos pobres e marginalizados e é essa caridade que é o centro de nossa fé. Essa caridade nos molda e nos torna afins de Deus. O amor tem de ser real, concreto. Não se pode amar somente com palavras, mas, sim, de forma concreta”, comentou.

 

“Viver aquilo que pregamos”

Para dom Rodolfo Luís Weber, arcebispo da Arquidiocese, os momentos de formação são essenciais na vida do presbítero. “Devemos ser os primeiros a viver aquilo que pregamos. Então, as formações acontecem neste sentido: para cultivarmos a nossa vocação e realizarmos bem a nossa missa; para nos capacitarmos e para nos ajudar a proclamar o evangelho no pensamento social da Igreja”, ressaltou.

 

Sammara Garbelotto

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo

imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br

 


Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2019 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.