Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
Arquidiocese
 
07.Out - “Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo!”
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
“Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo!”

“Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo!” é o lema que inspira o Mês Missionário Extraordinário, celebrado, em toda a Igreja, neste mês de outubro de 2019. É, também, a inspiração para que as 53 paróquias da Arquidiocese de Passo Fundo vivenciem, através de reflexões, encontros e celebrações, o espírito missionário de uma Igreja em Saída.

 

Tema que transborda
A temática do Mês Missionário vem movimentando a Arquidiocese como um todo. No início do ano, o Centro de Pastoral da Arquidiocese de Passo Fundo acolheu a formação de um novo Conselho Missionário Diocesano (COMIDI) que, desde então, assumiu o compromisso de ajudar os membros da Igreja local a viver a dimensão missionária do seu batismo. Com o objetivo de ser um meio para despertar o ardor missionário em todos os batizados que estão engajados nas pastorais, nos movimentos e organismos, o COMIDI se envolveu em formações, realizou encontros, e preparou materiais buscando facilitar e estimular a vivência do Mês Missionário em todas as comunidades.

 

Também, a própria Romaria Arquidiocesana – maior evento da Arquidiocese – reflete, neste ano, o tema do Mês Missionário e propõe, como lema, “Aparecida nos chama para a missão”. Assim, durante toda a Novena Preparatória, a missão – e todas as suas ramificações e possibilidades – foram refletidas pelas áreas pastorais que, no último domingo, 06 de outubro, durante o encerramento da Novena realizaram, também, a Celebração de Abertura do Mês Missionário Extraordinário na Arquidiocese. Para o padre Érico Martins, coordenador do COMIDI da Arquidiocese de Passo Fundo, tais atividades ajudam a vivenciar com ousadia evangélica o MME. "O papa Francisco coloca que o objetivo do MME é 'despertar em medida maior a consciência da missio ad gentes, lembrando a celebração do centenário da Carta Apostólica Maximum Illud do Papa Bento XV e, ao mesmo tempo, despertar e fortalecer a consciência missionária da Igreja no Brasil no que se refere à transformação da vida e da pastoral'. Neste sentido, o COMIDI, que tem por pilares a oração, organização, formação e a cooperação, coloca-se à disposição para servir e motivar as atividades em vista da missão", colocou.

 

Apresentar Jesus Cristo aos outros
Para dom Rodolfo Luís Weber, arcebispo de Passo Fundo, o Mês Missionário Extraordinário é a oportunidade de agradecer e relembrar a missão de apresentar Cristo aos outros. “Vivemos este mês, convocado pelo papa Francisco, e o meu convite é para entrarmos em comunhão com o papa e toda a Igreja presente no mundo que tem essa bela e nobre missão de apresentar Jesus Cristo ao mundo inteiro”, inicia. “Ele é a razão de nossa alegria e nossa esperança. E essa missão pede de nós uma paixão por Cristo, por sua causa, seu projeto, seus ensinamentos e sua palavra que encanta a geração presente e deve encantar a seguinte. Também, é uma paixão pelo povo. Um amor pelo Povo de Deus que necessita uma palavra de esperança e fé. É uma expressão de amar as pessoas e ajudar  a construir um mundo novo – aquele mesmo sonhado por Cristo e que Ele deixou a nós. O Mês Missionário é, também, uma expressão de gratidão. É momento de dizer aos outros a alegria de crermos e agradecermos quem nos ensinou e apresentou Jesus Cristo. Convoco a todos para vivenciarmos esse mês com empenho e dedicação, mas, acima de tudo, com uma imensa gratidão por termos conhecido Cristo e com a alegria de podermos apresentar Ele aos outros”, conclui.

 

Vivência paroquial
Nas paróquias da Arquidiocese, a vivência acontece de forma particular e de acordo com a realidade vivenciada. Na paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Sarandi, por exemplo, cerca de 200 missionários realizaram visitas nas casas das comunidades buscando levar uma palavra de alegria e motivação. Também, as casas foram abençoadas. “Com Santa Teresinha do Menino Jesus, começamos o Mês Missionário contemplando a missão como serviço. O cristão tem, pelo batismo, a vocação missionária, a missão de anunciar a Boa Nova, tem de ter, ele próprio, um coração semelhante ao de Cristo”, coloca Fernando Luis Concatto, integrante da PASCOM paroquial. Em São Domingos do Sul, a tradicional missa do dia 03 de cada mês – que faz memória ao Monsenhor João Benvegnú – teve a participação, neste mês, da missionária Victória Holzbach que, em sua fala, relatou sua vivência de três anos em missão em Moçambique. Além dessas atividades, outras estão sendo preparadas em todas as paróquias. 

 

Sammara Garbelotto
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo
imprensa@arquidiocesedepassofundo.com.br


Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2019 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.