Arquidiocese de Passo Fundo
 
 
FORMAÇÕES
15.Abr - Eis a luz de Cristo: o Círio Pascal
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Eis a luz de Cristo: o Círio Pascal


Dentre os símbolos fortes da vida Cristã, um deles se sobressai no tempo da Páscoa: o Círio Pascal. Na noite da Vigília Pascal, quando celebramos a renovação de toda a terra pela vitória de Cristo sobre a morte, os elementos cósmicos são imprescindíveis. Abençoamos o fogo novo e, com ele, a preparação do Círio Pascal. Marcamos a cruz, o ano da Graça de Deus, os cinco cravos lembrando as chagas redentoras do Senhor e, por fim, do fogo novo é aceso o Círio Pascal, o qual é aclamado com alegria pela comunidade que proclama: Eis a luz de Cristo, demos graças a Deus!


Esta luz tem sua origem lá no Êxodo, quando o Povo de Deus faz a páscoa, isto é, a passagem da escravidão para a libertação. Conforme a Escritura, temos o seguinte relato: “Javé ia na frente deles: de dia, numa coluna de nuvem, para guiá-los; de noite, numa coluna de fogo, para iluminá-los. Desse modo, podiam caminhar durante o dia e a noite. De dia, a coluna de nuvem não se afastava do povo, nem de noite a coluna de fogo.” (Ex 13,21-22). Tanto a nuvem quanto a coluna de fogo são a presença amorosa de Deus ajudando seus filhos e filhas a caminhar rumo à terra prometida. É uma luz que guia, um farol que conduz para a liberdade.


Com Jesus Cristo Ressuscitado, a coluna de fogo que conduz o Povo no Novo Testamento é o Círio Pascal. Ele nos conduz da morte para a Eternidade. É aquela vela bonita, grande, que chama atenção dentro do espaço litúrgico. Durante o tempo da Páscoa, está ao lado da Mesa da Palavra e, depois de Pentecostes, fica solene ao lado da Pia Batismal, pois é na luz do Ressuscitado que somos introduzidos no Mistério da Morte e Ressurreição de Cristo.


Portanto, como é importante que a comunidade dê valor ao Círio Pascal. Que ele seja novo, bonito, significativo, que ajude a fazer a experiência da Coluna de Fogo que conduz os fiéis “nas estradas deste mundo rumo ao céu, cada dia renovando a esperança de chegar junto a vós, na luz de vossa face” (Oração Eucarística V).


Algumas dicas que ajudam a comunidade a valorizar o Círio Pascal:


· Um Círio novo para cada ano. Não precisa ser luxuoso, mas digno e condizente com a missão de ser a Coluna de fogo.


· O acendimento do Círio seja solenizado. Que as equipes de liturgia tenham a sensibilidade de deixar uma vela menor com alguém já acesa, a fim de queesta pessoa acenda o Círio. Este rito já tem o significado de acolhida, pois vai criar espírito celebrativo e congregar a comunidade em torno do Mistério Pascal.


· Valorizar o espaço do Círio na igreja. O suporte seja simples, mas limpo, bonito, harmonizado com o espaço.


· O uso de refrãos e mantras sempre ajudam na hora de acender o Círio. Existem refrãos bonitos que são muito importantes para este momento.


· Levar o catequisando até a igreja e refletir com eles sobre o Círio Pascal, para que entendam o sentido deste “novo integrante” da celebração.


Equipe Arquidiocesana de Liturgia

Equipe Arquidiocesana de Liturgia

A Equipe Arquidiocesana de Liturgia é formada por leigos e padres que, além de organizar as celebrações arquidiocesanas, se responsabilizam pela Coluna Litúrgica - artigo publicado mensalmente no Jornal Presença Arquidiocesana e replicado nesta seção.

Indique a um amigo
 
CONTATO
Cúria Metropolitana
Rua Coronel Chicuta, 436 - 4º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9240

Centro de Pastoral
Rua Coronel Chicuta, 436 - 2º Andar | Edifício Nossa Senhora Aparecida - Centro - 99010-051 | Passo Fundo/RS
(54) 3045-9204
 
 
 

Copyright @ 2019 - Arquidiocese de Passo Fundo. Todos os direitos reservados.